Depressão

Depressão

Na minha vida profissional já li muito sobre depressão e já convivi com muitas pessoas rotuladas como deprimidas ou que se diziam deprimidas, mas recentemente ganhei um livro como presente de um amigo, que teve a capacidade de dizer TUDO sobre depressão.

Afirma o autor do livro “O demônio do meio dia – Andrew Solomon”, que é assustadoramente fácil acumular material sobre depressão, o que é incontestável, pois diversas áreas de conhecimento, como Ciência, Filosofia, as Leis, a Psicologia, Literatura, Artes e História, com suas distintas visões da questão, emitem opiniões abalizadas e definitivas. Então, “reina o caos”.

E a questão não é simples. Basta constatar que dez pessoas deprimidas, avaliadas por dez “profissionais da depressão” proporcionarão cem diagnósticos diferentes, em razão da intensidade, dos sintomas, das causas, etc.

Um dos pontos que gera muita controvérsia é a ingestão de drogas farmacêuticas, mas convenhamos, há certo exagero nessa repulsa porque não temos como negar que há casos em que exigem o uso de drogas. Também não se pode negar que dopar uma pessoa não vai melhorar seu estado de depressão.

Estados de depressão não estão circunscritos a espaços geográficos, culturas, classes sociais ou econômicas, e sob vários nomes e disfarces são onipresentes e duas são suas causas: motivos bioquímicos e sociais.

Mas que diabos é depressão, ou melhor, depressão é coisa do diabo? Solomom afirma que “depressão é a imperfeição do amor”, porque ofusca a capacidade do individuo dar e receber afeição. É a solidão que impede a conexão com o outro e também consigo mesmo.

Medicamentos e psicoterapia podem aliviar a depressão e ajudar nos sintomas, mas o que funciona é amar e ser amado, o que é muito difícil nos dias de hoje, quando ou falamos de violência e comportamentos imorais e antiéticos ou discutimos como combater a violência e aqueles comportamentos, o que no final das contas, nos prende a essas emoções.

Quer se prevenir ou se livrar da depressão? Observe seus hábitos. Está se alimentando de forma saudável, faz exercícios, está cercado por pessoas amigas, está se danando para o consumo desenfreado, jogou a TV no lixo e deletou todas as redes sociais?
Talvez só isso não baste. Talvez seja preciso uma droga farmacêutica prescrita por um médico e uma terapia com um profissional habilitado e ter certeza de que perdas sempre acontecerão e servirão para valorizar os ganhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Agora tá ruim, mas no futuro

Depressão

O Invisível Concreto

Quem sou EU

Romper ou manter o relacionamento?

Para que e por que fazer análise?

Por que ele fez isso ?

Receita para ser feliz

Entre o Corpo e o Espírito

Angústia

Para que fazer Análise?

Discutindo a relação

As lembranças

Opinião e Palpite

Você é quem gostaria de ser?

Quem ama o feio, bonito lhe parece.

Por que rejeitamos a felicidade?

Mãe e filho

Por que vejo o mundo assim?

Doenças

O lado secreto da vida

Solidão

Por que tenho isso, Doutor?

As diferenças

A Morte

Sensações ruins

Vontade, desejo e felicidade.

O que é Psicanálise

Felicidade – Isso existe?

A Bolsa de Valores de Chiawg-Xui

Saia do buraco

Ano Novo – Tudo Velho

O que você quer?

As cracas da nossa vida

A vida que escolhemos

A Importância da família

Desejos

Doenças Psicossomáticas

O que é Análise Psicanalítica? Para que serve? Como atua?

A Mudança e a Decisão

Por que sou assim ?

Esclarecimentos sobre o tratamento psicanalítico.

A dor e a Psicanálise

Vou ser feliz e já volto

O carcereiro e o encarcerado