O sentido da vida

O sentido da vida

Logoterapia é uma abordagem psicoterapêutica criada por Viktor Frankl que a desenvolveu a partir do período em que esteve preso em campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Em seu livro “Em busca de sentido” aborda as estratégias que desenvolveu para ter um sentido, uma motivação, uma desculpa para se manter vivo.

Ele relata que o homem ao se humanizar foi perdendo a intensidade dos instintos animais que impulsionavam sua existência. Além disso, comportamentos sociais que transmitiam segurança foram se enfraquecendo. Família, casamento, amizade, perderam importância.

A humanização e o enfraquecimento das relações sociais provocam o vazio existencial. Não somos mais animais e estamos nos desumanizando.

Temos então que “Nenhum instinto lhe diz o que fazer e não há tradição que lhe diga o que deveria fazer”. Não sabemos sequer o que queremos fazer e então fazemos o que os outros fazem. Esse vazio leva a um estado de tédio, a uma “neurose dominical”, que surge quando é percebida a falta de conteúdo na vida, após o corre-corre da semana atarefada.

Esta situação também ocorre com aposentados e idosos e “não são poucos os casos de suicídio que podem ser atribuídos a esse vazio existencial”.

Alguns procuram preencher esse vazio cercando-se de outros, manipulando-os, exercendo poder, na sua forma mais rudimentar, pelo dinheiro, oferecendo prazer ou se tornando imprescindíveis, pelo exercício de alguma prática.

Muitos têm a morte como aterrorizante porque leva pessoas próximas e lembra que se a vida não teve sentido, a morte também não terá, mas conhecer a origem deste sofrimento, dar novos significados a acontecimentos, ajudará a olhar o Mundo de outra forma, permitirá se ver com outros olhos.

O uso das técnicas da Psicanálise torna possível desenvolver competências para vivenciar uma feliz tarde de domingo, pois existe vida além da TV e das redes sociais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



O sentido da vida

A busca da Felicidade

Vida sem sentido, semente que não germina

Presente no passado e talvez com futuro

Agora tá ruim, mas no futuro

Depressão

O Invisível Concreto

Quem sou EU

Romper ou manter o relacionamento?

Para que e por que fazer análise?

Por que ele fez isso ?

Receita para ser feliz

Entre o Corpo e o Espírito

Angústia

Para que fazer Análise?

Discutindo a relação

As lembranças

Opinião e Palpite

Você é quem gostaria de ser?

Quem ama o feio, bonito lhe parece.

Por que rejeitamos a felicidade?

Mãe e filho

Por que vejo o mundo assim?

Doenças

O lado secreto da vida

Solidão

Por que tenho isso, Doutor?

As diferenças

A Morte

Sensações ruins

Vontade, desejo e felicidade.

O que é Psicanálise

Felicidade – Isso existe?

A Bolsa de Valores de Chiawg-Xui

Saia do buraco

Ano Novo – Tudo Velho

O que você quer?

As cracas da nossa vida

A vida que escolhemos

A Importância da família

Desejos

Doenças Psicossomáticas

O que é Análise Psicanalítica? Para que serve? Como atua?

A Mudança e a Decisão

Por que sou assim ?

Esclarecimentos sobre o tratamento psicanalítico.

A dor e a Psicanálise

Vou ser feliz e já volto

O carcereiro e o encarcerado